quinta-feira, 26 de março de 2015

JUSTIÇA ELEITORAL VAI CANCELAR TÍTULOS DE FALTOSOS




Periodicamente, a Justiça Eleitoral atualiza o cadastro nacional de eleitores, promovendo o cancelamento das inscrições dos eleitores que deixaram de votar nas últimas três (03) eleições consecutivas.
Considera-se como eleição cada turno dos pleitos realizados. E aí também se incluem as eleições suplementares havidas por força de determinação legal.
No ano em que acontece essa atualização, cada Zona Eleitoral divulga, por meio de edital, a relação de faltosos passíveis de cancelamento. A esses eleitores é concedido um prazo de 60 (sessenta) dias para que procurem um órgão da Justiça Eleitoral e regularizem seu débito mediante justificativa apresentada ao respectivo Juiz ou pagamento da(s) multa(s) decorrentes do não comparecimento às urnas.
Para este ano, a Resolução TSE n.º 23.419 determinou que esse prazo tivesse início no último dia 2 de março e se estenda até o vindouro 4 de maio. Após essa data, o eleitor que não regularizou sua situação terá seu título eleitoral cancelado.
No Estado do Pará existem 60.230 eleitores identificados como ausentes aos três últimos pleitos, dos quais 11.779 apenas em Belém. Santarém apresenta 2.750 eleitores nessa condição e Marabá 2.619.
Evite filas!
Com o título cancelado o cidadão fica impossibilitado de obter a quitação eleitoral e, por consequência, perderá o direito a passaporte (1ª via ou renovação), CPF e empréstimos em bancos, dentre outras penalidades legais.
O TRE-PA tem oferecido serviços especializados para que a maioria dos eleitores do Estado regularize suas pendências e evite o cancelamento de seu título. O melhor é que se procure uma unidade da Justiça Eleitoral em tempo hábil, evitando, assim, os contratempos de última hora.
Aqueles que tiverem dúvida quanto à sua situação e não dispõem de tempo para ir ao cartório da sua Zona Eleitoral, o TRE disponibilizou link no seu portal da internet (http://www.tre-pa.jus.br/eleitor/situacao-eleitoral/eleitores-passiveis-de-cancelamento) onde é possível consultar a situação do eleitor por meio do número do título ou pelo nome completo e data de nascimento.

Fonte/Foto: masterphoto

Leia Mais ►

SURF NA POROROCA MELHORA ECONOMIA DE SÃO DOMINGOS DO CAPIM-PA




Dezessete anos depois da primeira edição do Surf na Pororoca, o município de São Domingos do Capim não é mais o mesmo. O tempo passa, a economia cresce e o evento ajuda a cidade a ganhar visibilidade. As mudanças são notadas por qualquer um que passa pela cidade periodicamente, mas os números também atestam o crescimento.
Em 1997, quando o Surf na Pororoca começou, São Domingos do Capim tinha apenas 1.255 pontos de consumo de energia elétrica, número que subiu para 5.921 em 2013. De 2000 a 2012, o número de estabelecimentos comerciais com funcionários subiu de 21 para 65.
Para a diretora de Produtos Turísticos da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Conceição Silva, o evento dinamiza o fluxo turístico local. “O Surf na Pororoca particulariza o município e o Estado. Nos dá um potencial maior de promoção por gerar identidade ao produto turístico. Por isso vamos trabalhando ações em qualificação profissional para que eles saibam receber e empreender, vender. Além disso, como a cidade é pequena, influenciamos a própria comunidade a praticar hospedagem alternativa”, afirma.
Um crescimento gerado por incentivo e necessidade. “Estamos desde 2012 promovendo a política de turismo por segmentos. Em São Domingos temos o turismo de aventura, no segmento dos esportes náuticos. Com esse foco a gente consegue organizar os investimentos, treinamento de garçons, cozinheiros, artesãos, porque esses serviços aumentam em demanda nessa época”, acrescenta a diretora.
Um evento grande transforma a cidade, traz organização. “É gigantesca a mudança. A maioria das ruas não tinha asfalto, para se chegar aqui demorava muito tempo. Aqui na orla não havia esses quiosques, não estava nada arrumado. Quando eu cheguei, percebi tudo isso”, comentou o surfista Ricardo Tatuí (foto acima), que foi campeão da primeira edição do Surf na Pororoca de São Domingos do Capim.
As festas e programações mobilizam a economia. Uma testemunha disso é Manoel Antônio Teixeira, conhecido pela cidade como “Barriga”. A Pororoca passa bem em frente à casa dele. A vista privilegiada fez surgir o “Mirante do Barriga”, localizado há 16 quilômetros de distância do centro do município. “Moro aqui há 15 anos aí comecei a correr atrás disso. Ela passa aqui e às vezes enche tudo, é conforme a chuva. No inverno é sempre melhor. Quando eu vim para cá não tinha nada, agora vou fazendo parceria e arrumando o espaço para as pessoas verem a pororoca da minha casa e aproveito para ganhar um dinheiro. A gente vende comida, bebida, põe música para receber bem essas pessoas. Às vezes até me acanho porque é muita gente e gente de fora”, revela.

Fonte/Foto: Gabriela Azevedo - Sidney Oliveira – Secretaria de Estado de Comunicação

Leia Mais ►

NHAMUNDÁ, ILHA BELA DO AMAZONAS


Leia Mais ►

ARRAIA XINGU É A NOVA MORADORA DO MANGAL DAS GARÇAS, EM BELÉM




A Potamotrygon Leopoldi é uma espécie ameaçada pela degradação do habitat, de atividades como agricultura, mineração, pesca e exploração madeireira
BELÉM - Uma arraia da espécie Potamotrygon Leopoldi é a mais nova moradora do lago da reserva José Márcio Ayres, o borboletário do Mangal das Garças, em Belém. O animal foi doado por uma empresa de exportação de peixes ornamentais, devido estar acima do tamanho regulamentado para exportação.
Nos lagos do borboletário já vivem piranhas, vitórias-régias e agora uma parte será disponibilizada para arraias, como explica Igor Seligman, biólogo e gestor do parque. “O Mangal tem o objetivo de que essa seja apenas a primeira, então estamos preparando o lago do borboletário para receber mais arraias. Iniciamos um processo de tratamento diferenciado da água, para que ela fique cristalina e o visitante possa visualizar melhor”.
Ao chegar no parque, o animal precisou passar por adaptação. “Foi feito um processo de aclimatação, para que ela se acostumasse com a temperatura da água, fomos inserindo aos poucos a água do lago no recipiente, até que pudéssemos soltá-la de vez. Um processo que durou duas horas”, contou Stefânia Miranda, veterinária do Mangal.
A Potamotrygon Leopoldi, também chamada de Arraia Xingu ou Arraia Negra, é uma arraia de água doce, encontrada no rio Xingu. É uma espécie ameaçada pela degradação de seu habitat, proveniente de atividades como expansão da agricultura, mineração, pesca e exploração madeireira.
Um dos principais motivos de se ter este animal em exposição no Mangal é a educação ambiental. “Todos os animais que vivem no parque e a forma como são expostos é uma maneira de ensinar o visitante a preservar e respeitar aquele bicho. O gênero potamotrygon são as arraias de fogo, mas precisamos desmistificar a ideia que se tem de que esses bichos são maus e agressivos. Uma arraia só vai ferrar alguém se ela for pisada ou se sentir ameaçada. É uma reação de defesa”, destaca Igor.

Fonte/Foto: Portal Amazônia/Aquapage
Leia Mais ►

A RODOVIA DA AGONIA ...

A rodovia Transamazônica é considerada hoje a herança maldita do povo amazônida. Imagens dizem mais que palavras.



Fotos publicadas no blog Faro Fino.

Leia Mais ►

ACÓRDÃO SOBRE A CASSAÇÃO DA PREFEITA DE BELTERRA-PA É PUBLICADO. DR. MACEDO PODERÁ TOMAR POSSE NA TERÇA FEIRA, 30.




Publicado hoje (26) o acórdão (decisão) do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Pará que rejeitou os embargos de declaração ajuizados pela defesa da prefeita de Belterra, Dilma Serrão (PT), cassada pela corte em dezembro do ano passado, por crime eleitoral na eleição de 2012.
Com o acórdão, a liminar expedida pelo ministro Admar Gonzaga,
do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que mantinha a prefeita no cargo perdeu os efeitos.
O TRE deve comunicar ainda hoje a sua decisão à Justiça Eleitoral em Santarém, que, por sua vez, notificará a presidente da Câmara de Vereadores de Belterra, Laura Mota (PMDB), a dar posse, em até 48 horas, ao segundo colocado da eleição realizada há 3 anos, Doutor Macêdo, do DEM (foto).
Hoje à tarde, segundo declarou o advogado Dilton Tapajós, a defesa da prefeita Dilma Serrão irá ingressar junto ao TSE, em Brasília, com recurso especial com objetivo de mantê-la no cargo.
Dilma Serrão venceu a eleição de 2012 por uma diferença de apenas 25 votos para o candidato do DEM.
A expectativa de grande parte da população belterrense é quanto à posse do novo prefeito de Belterra, que deverá acontecer na próxima terça-feira, 30, para evitar problemas com a presidente do legislativo, Laura Mota-PMDB, que anulou a posse do médico na vez passada.
Macedo, foi o segundo colocado nas eleições de 2012 e assumirá a prefeitura com a cassação da prefeita Dilma Serrão, PT.
Vale ressaltar que os advogados da prefeitura de Belterra, que estão a serviço de Dilma, correm para impedir a posse de Dr. Macedo, porém dificilmente eles conseguirão uma liminar antes que a justiça autorize a posse do médico.

Fonte/Foto/Imagem: blog do patrocinio/Jeso Carneiro
Leia Mais ►

AM: SSP CONFIRMA CONCURSO PARA POLÍCIA CIVIL, PM E BOMBEIROS EM 2015



Número de vagas e datas das provas ainda não foram definidos.
Segundo secretário Sérgio Fontes, aprovados serão convocados em 2016.
O titular da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Sérgio Fontes (foto), confirmou a realização de concursos públicos para a Polícia Civil, Polícia Militar e para o Corpo de Bombeiros do Amazonas este ano. O secretário afirmou, porém, que o número de vagas e datas para a realização das provas ainda não foram definidos. A SSP-AM estima que os aprovados sejam convocados no início de 2016.
Sérgio Fontes informou que a pasta trabalhará com o número atual de policiais até o final deste ano. "Para 2015, não temos como aumentar a folha. Já aumentamos em mais de 50% o número de policiais militares nos últimos seis anos, saltando de sete mil para pouco mais de dez mil", disse.
O secretário destacou que a realização do concurso será incluída na preparação da cidade para os jogos de futebol das Olimpíadas, que serão realizados em 2016. "Mesmo com a determinação do governador para economizarmos, nós vamos ganhar tempo fazendo o concurso neste ano, com a convocação programada para o início do próximo ano", afirmou.
Após a convocação, o secretário informou que os convocados passarão imediatamente pelo curso de formação das polícias Civil e Militar. "Nossos concursos são diferentes dos outros, já que os aprovados não assumem de imediato. Eles precisam passar pelo curso de formação. Acredito que esses convocados deste concurso já devem estar formados e nas ruas no meio do ano que vem", previu.
VAGAS
Em junho de 2014, o Governo do Amazonas havia anunciado lançamento do concurso público da Polícia Civil, com 548 vagas para nível superior. As oportunidades seriam para os cargos de investigador (340), escrivão (129) perito (40) e delegado de polícia (39). Ainda no segundo semestre de 2014, o Governo divulgou que realizaria um concurso com cerca de cinco mil vagas para a Polícia Militar.

Fonte/Foto: Diego Toledano – G1 AM/Indiara Bessa
Leia Mais ►