domingo, 22 de maio de 2016

O TURU




Este "verme" conhecido aqui no Pará pelo nome de Turu, não é tão nojento quanto parece; não passa de um molusco da família das ostras, rico em proteína, ferro e cálcio; também muito apreciado por soldados do exército. Enfim, um excelente alimento.
Uma imagem diferente para aqueles que não conhecem o delicioso turu. Uma imagem curiosa. Uma imagem saborosa para todos os caboclos da Amazônia que degustam turu de todas as formas, incluindo in natura, "vivinho da silva" com limão, sal e pimenta.
SERVIÇO
O Turu ou Cupim-do-mar possui aspecto vermiforme semelhante a uma minhoca, tendo numa das extremidades valvas com sulcos providos de dentes, que são utilizados para abrir galerias em madeiras submersas, formando aí as suas colónias. A sua carne é comestível, e na Amazónia, principalmente na Ilha de Marajó, às quais são atribuídas propriedades afrodisíacas e revitalizantes, podendo ser consumido cru, cozido ou em sopas. É um alimento rico em cálcio e ferro. O sabor é descrito como semelhante ao dos mariscos, como as ostras.

Fonte/Foto: blogicarogomes.blogspot.com.br/Alessandra Botelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente:

 

Blogroll

About